A participação da mulher em exames de diagnóstico

O envelhecimento da população brasileira fez com que a demanda por exames diagnósticos aumentasse.

Em 2017, estima-se que tenham sido realizados 2 bilhões de exames no Brasil, sendo 1,2 bilhões feitos pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

A maioria dos pacientes atendidos são mulheres, incluindo todas as faixas etárias. Elas representam 67% do total de pacientes que realizaram exames diagnósticos em 2017, em um universo de 29 milhões de atendimentos realizados. O resultado mostra um maior cuidado com a saúde e uma rotina de acompanhamento e prevenção do público feminino. Dos exames periódicos, a mamografia teve um crescimento de 5% e a ressonância magnética de 10,8%.

Mulheres com idade entre 40 a 64 anos foram a principal faixa etária atendida, com participação de 37%. No entanto, as pacientes com mais de 64 anos foram as que se destacaram no levantamento, com 78%.

Impacto da internet

Realizar exames é essencial para um diagnóstico correto, eles são responsáveis por mais de 70% das decisões médicas. Há um crescimento do número de acessos pela internet, com taxa média anual de 23%, entre os anos de 2015 e 2017. Do total, 14,3 milhões de laudos não foram retirados em 2017, o que representa 3,5% dos exames realizados, porcentagem muito abaixo do que costuma ser divulgado erroneamente.

Em 2017, o mercado de Medicina Diagnóstica gerou uma receita bruta de cerca de R$ 35,4 bilhões no Brasil, mostrando sua importância econômica, tanto como geradora de renda e emprego como impulsionadora da inovação tecnológica.


Compartilhe nas redes:
Endereço

Av. Praia de Belas 2124 | 1203
Bairro Praia de Belas | CEP 90110-000
Porto Alegre | RS

Newsletter

Assine nossa newsletter para acompanhar as novidades e novos cursos.
© 2018 | Serviço Integrado de Radiologia
Contact us
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.